sábado, 30 de julho de 2011

Controle Mental Monarca e o Programa MK-Ultra



A origem da ´´guerra psicológica`` foi na Alemanha nazista, onde queriam impor suas ideologias sobre os países em que ocupavam. Após a segunda guerra mundial, os EUA pegaram todos os cientistas alemães nazistas e fascistas disponíveis antes dos soviéticos, e começaram a desenvolver sua técnica apelidada de guerra psicológica. Esta é uma técnica que utiliza sons em determinadas freqüências, drogas e outros meios que afetam o psicológico (mente humana), para exercer influência ou confundir, dominando a moral de um inimigo por exemplo. 

Tudo iniciou quando os EUA fizeram um projeto chamado "Paper Clip" (clipe de papel) onde foram importados cientistas Nazistas e Fascistas ao país. Após a segunda guerra mundial, oficiais do congresso dos EUA encontraram-se para planejar um transporte em segredo dos cientistas alemães. Eles alegavam que se não os trouxessem "os inimigos da União Soviética os pegariam". Em 1946 o presidente Truman, aprovou o projeto Paper Clip trazendo os melhores cientistas de Hitler para o país, começando com 700 cientistas de propulsão  (espacial) nazista. Destes, 600 estudavam a mente humana. 

A CIA ficou responsável por colocar os indivíduos do Paper Clip no complexo militar Estadunidense, incluindo-se escolas e faculdades. Os cientistas de propulsão foram liderar o projeto espacial dos EUA, e os cientistas da mente continuaram com experimentos e técnicas relacionadas ao controle mental.

O Controle Mental é uma arma de guerra psicológica. Era o que Hitler considerava como a melhor forma para se tomar conta do mundo. Aprendendo com os cientistas nazistas, os EUA desenvolveram sua própias técnicas para o controle mental, denominando o programa de MK-Ultra - uma iniciativa de muitas, provenientes da CIA. O MK-Ultra visava diferentes experimentos de controle mental, usando drogas, choques elétricos, insulina, e outras substâncias químicas. Além de privação de luz solar e comida, sofriam humilhação, entre outras técnicas sobrehumanas. 


Os primeiros testes iniciaram-se dentro do exército dos EUA, onde soldados  sem tomavam doses de LSD e PCP sem mesmo saberem o que estavam tomando. Na guerra do Golfo podem ter utilizado estas técnica para interrogar as pessoas e proteger seus própios agentes do controle mental dos inimigos. No fim dos anos 50, a CIA começou a fundar muitos projetos secretos com lavagem cerebral. Nesta época eles conseguiam uma transformação radical de crenças e atitudes mentais. 

Devido a natureza da destruição psicológica das pesquisas por lavagem cerebral, a CIA procurou novos locais para testes, e nada melhor do que Hospitais Psiquiátricos. De 1957 até 1964, no Allan Memorial Instituto Montreal (Canadá), diversos pacientes tornaram-se cobaias para controle mental no projeto MK-Ultra com o cientista Ewen Cameron. Este foi provavelmente o psiquiatra mais importante de sua época (1950), ele utilizava técnicas de controle mental através de sons de aparelhos de alta tecnologia, usava múltiplos tipos de gravadores de repetições, forçando as pessoas a ouvirem 24 horas de mensagens gravadas por dia, para que assim, destruisse o padrão de pensamento destas pessoas.

Muitas vezes se colocavam essas drogas em caixas d'água de pequenas cidades sem o consentimento da população, e depois ofereciam tratamentos falsos em hospitais, onde as pessoas eram usadas para testes mentais. Uma vítima conta seu relato : 

"Ele  (Ewen Cameron) injetava o Ácido Lysergic na veia, então ele me batia no ombro e dizia 'bem Lassie, nos a veremos mais tarde'. Então eu começava a me sentir muito assustada, e de assustada me tornava aterrorizada, então eu começava a me jogar pelos lados da sala. Eu não sabia o que fazer para parar aquele sentimento. Eu sentia como se meus ossos derretessem, EU SIMPLESMENTE NÃO SABIA QUEM EU ERA MAIS!"


Os soldados em teste perdiam a noção do tempo e não conseguiam nem responder que dia era. Um outro médico em relato tomou uma dose de LSD e dizia estar tendo a sensação de locomoção no tempo, mesmo estando parado. Disse ter sido horrível, e que ficou assim por um longo tempo. 

"São quatro palavras de que me recordo : Você matou sua mãe!"  Vítima contando sobre mensagens as quais ela era submetida a escutar.
Em 1977 a igreja "Hearings" investigou o projeto secreto de controle mental. Houve um julgamento, e a CIA foi forçada a liberar seus arquivos secretos (dos quais jogaram grande parte fora, queimando-os para ocultar provas), expondo a real história do MK-Ultra. Trecho do dialogo do vídeo da investigação gravado: 

"Não é somente "quebrar" as casas das pessoas ou quebrar suas privacidades por meios ilegais, isto é uma invasão da mente das pessoas! Instituições privadas usam a CIA em esforços para controlar o comportamento humano."

Em 1980 a CIA foi processada por 9 vítimas do Dr. Ewen Cameron, cada vítima ganhou por danos cerca de 100 mil dólares.

"Os nazistas não perderam a guerra, só se mudaram."

Atualmente muitas fonte dizem que o projeto continua oculto e agora, com mais tecnologia disponível, como rituais satânicos, neurociência e psicologia. Hoje o Controle da Mente é representado pelo símbolo de uma borboleta monarca, que aprende e passa esse conhecimento através da genética à sua prole (de geração em geração). Este foi um dos animais-chave, dizem cientistas, que o conhecimento pode ser transmitido geneticamente. O programa baseia-se no monarquismo Illuminati, e objetivos nazistas para criar uma raça superior, em parte, através da genética. Se o conhecimento pode ser transmitido geneticamente, então é importante que os pais sejam encontrados, para que possam passar o conhecimento "correto" sobre as vítimas selecionadas para o controle da mente. 

"Quando uma pessoa está passando por trauma induzido por eletro choque, uma sensação de atordoamento é evidenciada, como se estivesse flutuando como uma borboleta."


Há também uma representação simbólica relativas à transformação ou metamorfose do inseto em questão: de uma lagarta, para um casulo (inatividade dormência), até chegar a uma borboleta (criação do novo), que irá retornar ao seu ponto de origem. Esse é o padrão migratório que faz com que esta espécie única. 


AUTORIA: Leitor Mounir Alcici de Belo Horizonte / MG.




Fontes:
http://www.youtube.com/watch?v=NTQjTokmVFE 
http://secretarcana.com/hiddenknowledge/monarch-programming-mind-control/

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Reptilianos na Carolina do Sul?!



Uma criatura misteriosa está sendo responsabilizada por uma série de vandalismos em carros nos Estados Unidos.
O chamado "Homem-Lagarto" é uma lenda que não era ouvida há mais de 20 anos, mas a história se repete nesta nova onda de avistamentos, novamente iniciada com danos em veículos e barulhos estranhos sendo ouvidos nas primeiras horas da manhã.
Mas há realmente um mistério criptozoológico aqui ou pode haver uma explicação convencional?
De acordo com o canal 19 do Condado de Lee na Carolina do Sul, a criatura lendária fez um retorno depois de uma pausa de 23 anos.
Testemunhas em uma estrada rural do município estão dizendo que ouviram um barulho estranho na manhã do dia 04 de julho e saíram para investigar.
Foi quando descobriram que o pára-choque dianteiro de seu carro havia sido mastigado de uma maneira que nenhuma criatura normal da floresta poderia fazer. Policiais veteranos perceberam que já tinham ouvido essa história antes.

"Esta parte aqui é onde tudo começou em 1988", explicou o ex-xerife do Condado de Lee, Liston Truesdale. "Recebemos uma chamada para procurar algo que tinha atacado um carro. Fui e vi o carro danificado, eu nunca vi nada como aquilo antes."

O carro destruído era de um adolescente de 17 anos chamado Christopher Davis que teve o primeiro contato com a suposta criatura em junho. Segundo seu relato ele foi perseguido no pântano Scape Ore quando parou para trocar o pneu do carro.

No mês seguinte, outros relatos de uma criatura humanóide com aspecto de lagarto na área do Condado de Lee começaram a chegar, um animal aterrorizante com mais de 2 metros de altura, bípede, com olhos vermelhos e três dedos em cada mão.

Por fim os relatos pararam. Nos 20 anos seguintes relatos esporádicos de veículos danificados, possívelmente por ursos, alcançaram as páginas dos jornais. Mas o mistério de 1988 continua até hoje.



DICA DO LEITOR: Jonathan - Sorocaba/SP

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Tuítes Apocalípticos do Porque2012