sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Entenda quem for capaz – Paradoxo dos Gêmeos

Paradoxo - Gemeos FIG
Apertem os cintos, pois a postagem de hoje é baseada na teoria da Relatividade Restrita – para os leigos, “Pura Física Moderna”. Antes de vocês fecharem a página e desistirem de ler este post vide sua complexidade, acreditem que essa é uma das coisas que você não pode morrer sem saber. Mesmo que você não entenda os pormenores nem o porquê deste paradoxo, saber que ele existe já te faz sair na frente da maioria.
Aproveito para creditar a idéia deste post a meu amigo Clerton, um físico de Harvard (uhauhauah) que trabalha comigo, e que diferentemente de mim e da maioria das pessoas desse mundo, ele entende plenamente o tal Paradoxo dos Gêmeos. Quanto a mim e aos outros pobres mortais, resta ler, ler, ler, e provavelmente continuar sem entender. #Oremos.
paradoxo dos gemeos
Mas primeiro, o que é PARADOXO?
Um paradoxo é uma declaração aparentemente verdadeira que leva a uma contradição lógica, ou a uma situação que contradiz a intuição comum. Em termos simples, um paradoxo é "o oposto do que alguém pensa ser a verdade" (Dicionário do Google)

Ok, então o que diz o PARADOXO DOS GÊMEOS?
O Paradoxo dos Gêmeos na verdade se trata de um “simples” enunciado que diz:
Sejam dois gêmeos A e B idênticos, estando o irmão A em uma nave espacial na qual ele viajará a uma velocidade muito próxima de c (velocidade da luz) - enquanto o outro, B, permanece em repouso na Terra. Para B, a nave está se movendo, e por conta disso ele pode afirmar que o tempo está correndo mais lentamente para seu irmão A que está na nave. Analogamente, A vê a Terra se afastar, pelo que ele pode, da mesma forma, afirmar que o tempo corre mais lentamente para B.Quando a nave retornar à Terra, qual dos dois efetivamente estará mais jovem? RESPOSTA PARADOXAL: O gêmeo que viajou.

Hem?!
Entender o que o enunciado do Paradoxo dos Gêmeos diz é a parte mais fácil, difícil mesmo é entender a lógica na qual ele se baseia. Vejamos duas definições a respeito, uma mais simples, outra mais complexa, para atender a todos os níveis de visitantes aqui do Estranho Curioso.
O Paradoxo dos Gêmeos, ou Paradoxo de Langevin, é um experimento mental envolvendo a dilatação temporal, uma das conseqüências da Relatividade restrita. Nele, um homem que faz uma viagem ao espaço numa nave de grande velocidade, voltará em casa mais novo que seu gêmeo que ficou. (WIKIPEDIA)
Homero e Ulisses são gêmeos idênticos. Ulisses viaja em alta velocidade para um planeta de outro sistema planetário e depois volta para casa; Homero permanece na Terra o tempo todo. Quando os dois tornam a se encontrar, ambos tem a mesma idade ou um está mais velho que o outro? A resposta correta é que Homero, o gêmeo que ficou na Terra, está mais velho que o irmão. Este problema, com algumas variações, têm sido objetivo de acaloradas discussões durante várias décadas, embora poucos cientistas hoje em dia concordem com a resposta acima. O problema é considerado um paradoxo porque, apesar de os gêmeos se encontrarem em uma situação aparentemente simétrica, um deles envelhece mais rapidamente que o outro. A solução do paradoxo consistem em reconhecer que, na verdade, a situação em que os gêmeos se encontram é assimétrica. O conflito entre o resultado ralativístico e o senso comum tem origem na crença arraigada, mas totalmente falsa, de que a simultaneidade entre dois eventos não depende do referencial. (SITE “LICENCIATURA EM MATEMÁTICA)
E como se todo mundo estivesse entendendo o porquê que o gêmeo que ficou na Terra ficou mais velho que o outro, o tal Paradoxo ainda trás uma bela fórmula matemática.
Lorentz
Eis a explicação da fórmula tão simpática acima:
A Relatividade restrita prevê que, dado um referencial inercial S e um outro referencial inercial S' tal que S' se move com velocidade constante v em relação a S, por meio de uma Transformação de Lorentz entre referenciais, encontramos a relação entre as coordenadas x,y,z e t do sistema S e as coordenadas x',y',z' e t' do sistema S' . Então como v é obrigatoriamente menor que c, temos que, para o corpo em movimento, o tempo corre mais lentamente do que para o corpo em repouso. (WIKIPEDIA)

WTF?!
É só o que rola na minha cabeça após essa enxurrada de loucuras da Física Moderna que só meu amigo Clerton e mais 0,0001% da população mundial entende (kkkk). De fato não entendi patavinas do motivo pelo qual o gêmeo que viajou ficou mais novo, mas acho que se tivessem descoberto de verdade essa resposta, a Natura já deveria ter triplicado seu faturamento com essa moderna “fórmula da juventude” (hahuahuahu).
Pois bem, foi lançado o desafio: PARADOXO DOS GÊMEOS – entenda quem for capaz! Eu não fui. hehehe

Aldrêycka Albuquerque

FONTES:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Paradoxo_dos_g%C3%AAmeos


UP (21/02/2011) - Um amigo me passou um vídeo muito legal a respeito. But in english, buddies. I hope you enjoy it!

A Tale of Two Twins from Yuanjian Luo on Vimeo.






Submarino.com.br


Clique no selo e boas compras!

29 comentários:

tonyyyyyyyyyyyyy disse...

hahahahaha... paradoxo, eh uma massa, kuandu vc pensa q entendeu! tah tudo ao contrário...
Vamos lá: eh a mesma teoria do relódio atômico, foi posto um em uma cápsula no vácuo e outro fora! nem precisa dizer q os 2 relógios estavaum setados igualmente em minutos segundos e centésimos ( afinal, naum seria um relógio atômico! dêêêêêê ).
Logo depois fora ligada makina onde estava o relógio e ela girou e girou ateh o relógio fikar tonto, por um determinado tempo. Adivinha o q aconteceu depois q a makina parou?
Buuuuum, o relógio de dentro da makina estava mais adiantado do q o de fora! Pq? eu naum sei... mais o tal do paradoxo tava juntinho com o relógio ali dentro. Mais será q se em vez do relógio colokasse um casal de Gemeos ( loukos por sinal! ) aconteceria a mesma coisa ? Quantu tempu a makina iria fikar girando com o indivíduo lá dentro ?

bem eu naum acho q seja a mesma coisa mais tenhu kuase certeza q tem relação com issu!

será?

Sylvio de Alencar. disse...

Estava meio que boiando, mas, quando colocou a fórmula entendi tudinho!

:)

Bom blogesito!

Besos!

Thiago disse...

Na verdade eu consegui compreender um pouco dessa teoria mais para esplica-la seria muito demorado, mais na verdade o que querem comprovar com essa teoria é que quanto mais proximo da velocidade da luz mais devagar o tempo passa e é ai que eu discordo da teoria, se o tempo passa meis devagar para Ulisses (personagem da historia do site) esse é quem deveria estar mais velho.
Pelo menos em minha percepção.

dany disse...

ham???????????
Minha cabeça tá dando voltas até agora!!rsrsrsssrrsrssr
Mas valeu a intenção!!!!
Bjos!!!
O blog tá otimo Dreycka!!!

Anônimo disse...

Maldito povão
não consegue nem entender paradoxo temporal

Anônimo disse...

Digamos que um trem que ande a 99,9% da velocidade da luz, ficasse andando ao redor do planeta (dando voltas), teriamos o seguinte:

- Dentro do trem, passaria 1 semana.
- Fora do trem, passariam 100 anos!

Isso seria simplesmente uma viagem no tempo! (sempre para frente ==> )

Não podemos voltar no tempo, mas adiante sim.

Att.

Lucas disse...

O problema todo esta em não imaginar o tempo como um elemnto absoluto, quase divino.
É difícil conseguir desligar de nossos conceitos empíricos de percepção do mundo.
Idem co fisica-quantica. Muita das teorias estão um pouco além da nossa compreensão, em função de nossa limitação em enterder o mundo.

Daniel_CM disse...

Axei interresante mas nao é tao dificil de entender, nós axamos que o que fica na terra vai ficar mais novo pq ele ta em repouso mas quando nós teoricamente nos aproximamos da velocidade da Luz o tempo se dilata ou seja um dia na terra fisicamente é 24hs e pra ele que "sofreu" a dilataçao um dia pode ser 34, 36, 38 horas entao logicamente o que esta em movimento ficará mais novo.

Daniel_CM disse...

Axei interresante mas nao é tao dificil de entender, nós axamos que o que fica na terra vai ficar mais novo pq ele ta em repouso mas quando nós teoricamente nos aproximamos da velocidade da Luz o tempo se dilata ou seja um dia na terra fisicamente é 24hs e pra ele que "sofreu" a dilataçao um dia pode ser 34, 36, 38 horas entao logicamente o que esta em movimento ficará mais novo.

Anônimo disse...

é, aconteceu isso comigo uma vez que peguei o ônibus errado.
nussa eu queria ir pela BR mas ele era pela orla!!!11

Anita disse...

Não é que o gêmeo que viajou voltou 'mais novo' que o que ficou. O tempo tb passou para o que viajou só que não na mesma proporção que o que ficou. Viajar a quase velocidade da luz comprime o tempo ou seja, se o gêmeo viajou por 30 minutos à velocidade da luz significa que na terra [ que não viaja a velocidade da luz] o tempo não está comprimido então ele passa normalmente e os 30 minutos para o gêmeo viajante representa [ é ilustrativo] 15 anos. Ou seja, um passa 30 minutos viajando numa nave, qd ele volta tem se passado 15 anos na Terra, por que? Por causa da velocidade da nave que chegou a qse velocidade da luz e comprimiu o tempo. Não é tão complicado!

Luciano Santos da Silva disse...

Não é tão complicado se vc entender que quem envelhece não é só o irmão que ficou na terra, mas todo mundo da terra inclusive a própria terra. A afirmação neste texto de que o irmão que está na terra está em repouso e por isso ele envelhece mais rápido não é verdadeira, visto que viajamos a centenas de milhares de quilómetros, apenas não sentimos. Nessa velocidade que a terra viaja ao redor do sol, ela e tudo nela envelhece numa determinada velocidade. Se sairmos do campo da terra e viajarmos cada vez mais rápido, envelhecemos mais devagar, portanto teoricamente no momento em que nosso corpo atingisse a maturidade de 30 anos, na terra se ja teriam passado 60 ou 90 anos. Segundo a teoria, quanto mais próximo da velocidade da luz mas devagar "andamos no tempo" e em teoria se ultrapassássemos a velocidade da luz nós voltaríamos no tempo, mas como todo mundo sabe não podemos viajar mais rápido que a luz.

Henrique disse...

Fisica quantica... não vejo a finalidade disto por enquando sendo que nada q conhecemos consegue chegar perto da velocidade da luz... a não ser a propria luz. Informação descessaria pra qq um da população a nao ser aqueles q farão fisica e engenharia... A e respondendo oq o amigo Thiago disse, o tempo não fica devagar pra ele, ele q está muito rapido, no caso o tempo passa mais devagar pra ele em relação o outro que está parado.

Anônimo disse...

naum sei o pq de tanta discursão.
nós por acaso já teriamos essa tecnologia q nos permitiria viajar a beira da velocidade da luz?
acreditem em mim,até hoje o homem naum chegou nem na lua.
post legal

Drêycka disse...

14 comentários e eu só penso uma coisa: QUANTA GENTE INTELIGENTE, MEU DEUS! hehehehe

Parabéns a todos que comentaram, quase uns professores de física.

Voltem sempre!

Flw
Dreycka

Anônimo disse...

Só olhar a equação, para velocidades pequenas a parte de baixo da equação tende a 1, entao a resposta tende ao mesmo tempo da fisica classica, para velocidades proximas a velocidade da luz a parte de baixo da equação tende a zero fazendo com q a resposta vá para infinito.

eu disse...

O tempo e espaço estão ligados, quando vc avança no espaço numa velocidade muito grande (a da nave), o tempo corre mais devagar. não é tão difícil de entender
http://www.youtube.com/watch?v=ttHEGzibTcM

Luciano Santos da Silva disse...

Para os que não conseguem ver utilidade nisso, peço que pesquisem um pouco. Tudo que está fora da terra tem uma velocidade no tempo diferente. Tanto é que até os satélites que fazem parte do sistema GPS precisam ser ajustados para que a gente não receba o sinal com o tempo errado, isso pq massa não pode viajar mais rápido que a luz, mas ondas eletromagnéticas sim. E os nossos astronautas são viajantes do tempo, claro que o recorde de viagem no tempo é de menos de 1 segundo, mas já é alguma coisa.

Marcio-SJP disse...

Eu vejo de forma muito mais simplista rsrsrs!

Quando você viaja de Sp-RJ a 100km/h o tempo demora a passar...
Quando você pega aquele transito paulistano o tempo passa muito rapidamente!

reparem nisso rsrsrsrs

abraços,
Marcio

Anônimo disse...

essas coisas são muito inutéis, o dia q colocarem um irmão gemeo numa nave e outro na terra só esperando e ver depois o q aconteceu blz, mas até lá, ... matemática é sempre assim, '' na teoria...''
vtnc.!

ACABADO disse...

Amigo eu adorei seu blog eu amo assuntos assim.
Muito bom!
vou ler tudo show de bola.

Anônimo disse...

Poxa... estou gostando bastante das matérias desse blog... muito bom mesmo... cheguei chapadão em casa e comecei a ler... viajei hueshuhsehuhuehsuheuhsuehusheuhus...

Parabéns pros adm do blog!

Anônimo disse...

Eistein era Judeu, Alemão naturalizado Americano, e, sendo do sangue semita, filho da promessa onde sua terra e descendência emanaria leite e mel, e assim, detentor de uma graça divina, foi portador de inteligência e "revelações" que mudaram o mundo de então. Ele, assim como o pregador (eclesiastes) sempre se referiram ao "TEMPO" de maneira mui evidencial e prolixa, e até mesmo poética. Assim, não creio que seja a toa que todas as analogias e variáeis que tangem ao tempo, nos dias de hoje - sejam alvo de tantas controvérsias e indignações na terra! Perplexo acaba homem ficando!

Com muita propriedade um outro texto do livro sagrado, diz: "O que foi escrito para nosso conhecimento, foi escrito. O que não foi escrito, Deus o reservou para sua própria glória!"

Tomahawk (Recife-PE)

Teste1574 disse...

Eu entendi da seguinte maneira, e acho que meu argumento tem certa lógica. Para mim o gêmio que viajou permaneceu jovem por conta da falta de gravidade em que seu corpo estaria sujeito. Enquanto seu irmão "terrestre" estaria sofrendo o efeito da gravidade e envelheceu. Palmas pra mim! =)

Thiago Bohns disse...

O problema está mal proposto. Se um viaja para, digamos, Plutão, a uma velocidade próxima da luz e o outro fica na Terra, acontecerá o seguinte: cada um estará observando o outro envelhecer enquanto o observador permanece jovem. Se os dois pudessem se olhar - um na Terra, outro em Plutão - cada um veria o seu irmão bem velho. Na volta à Terra, ocorre o fenômeno inverso, e quando ambos estiverem juntos novamente, terão a mesma idade aparente.

Anônimo disse...

Pelo que entendi, quem se desloca no tempo-espaço (velocidade da luz) funciona como uma maquina no tempo! Vocês podem ver exemplos assim em desenhos e filmes (:

Ou será que estou errada?!

Anônimo disse...

A cada vez que o nosso lar planeta terra efetua seu movimento de rotação completo em torno de si mesmo, conforme o pino de alinhamento elétromagnético norte-sul, passa um dia terrestre. É sabido que o dia na terra equivale a cerca de 24 horas, o termo aqui é medido pela civilização atual através de múltiplos de seis diversos, uma elaboração suméria. Por exemplo: um minuto é sesenta segundos; um segundo são sessenta milésimos?; uma hora são sessenta segundos; um dia tem terrestre tem 24 horas, que é o mesmo que 6x4. Entretanto o tempo poderia ser calculado de outros modos, sendo múltiplos de outros números,talvez o cinco ou o dois mas, isto fica para depois.
A cada vez que o nosso planeta efetua seu movimento de translação completo em torno de sua/nossa estrela regente, que chamamos Sol, percorre daí um ano terrestre, que contém aproximadamente 365 rotações, ou seja, 365 dias. Dias são rotações completas e anos translações completas.
A medida cíclica do tempo por estes parâmetros físicos indica que cada planeta tem suas próprias equivalências para medida de tempo as quais podem variar conforme o período de duração de cada rotação (dia) e translação (ano).
Entretanto, pondo a vista no universo, sem focar os planetas, as estrelas e os deamis astros, então o que é o tempo? Logo é visível que ele é uma ilusão e na verdade só há Eternidade no espaço sideral, o infinito.
Já o tempo em importância para o Ser é na realidade Eterno, pois, se reflete em Presente Contínuo uma vez que o passado se foi, são apenas memórias as quais podemos relembrar; o futuro (quando chegar a ser será presente, do contrário não passa de possibilidades) é resultado do modo como o construímos com as ações deste exato momento.
O Presente Contínuo é tudo o que temos e saber construir o Verdadeiro Bem Estar indestrutível para com todos e tudo exige a evolução consciênte para a Moral Incorruptível a Sincera escolha da Harmonia Coexistencial.

Leonardo Valadão disse...

Então devo ser bem abençoado ou bem amaldiçoado, pq entendi. Vou tentar explicar:

Imagine o mundo como um cubo. Agora, imagine que o começo do mundo foi no fundo desse cubo, e que a partir daí, tudo foi subindo bem lentamente por esse cubo.
Porém, quando o gêmeo viajante viaja pelo espaço, ele está indo mais rápido para o topo desse cubo. O cubo é o tempo. Quando ele volta para casa (atenção: Essa viagem entre planetas é sobre o espaço, não tem nada a ver com o tempo), ele está mais novo pq ele viajou mais rápido pelo cubo (tempo) do que seu irmão.

Deu pra entender?

Anônimo disse...

Isso é simplesmente explicado pela teoria da relatividade por Einstein que diz que espaço e tempo são uma só grandeza linear,ou seja,se um objeto(irmão gêmeo) se deslocar a velocidade igual ou superior a da luz,estaria deslocando o espaço e tempo,fazendo assim por dizer o tempo passar mais lento ou até mesmo não passar.Dessa forma,o irmão na terra estaria sujeito as ações do tempo e o que volta para a terra não,ou em menores proporções

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Tuítes Apocalípticos do Porque2012